Como Saber Se O Iphone É Original? - CLT Livre

Como Saber Se O Iphone É Original?

Como Saber Se O Iphone É Original

Como saber se o iPhone é original ou não?

6. Número de série do iPhone – Para encontrar o número de série no selecionar, bastar ir em ajustes — Foto: Reprodução/Apple Outra maneira de identificar se um iPhone é original é usando o número de série do aparelho, Todos os telefones da Apple têm um número de série.

  • Se o usuário quiser consultá-lo, deve ir em Ajustes→ Geral → Sobre.
  • O código é composto por 12 caracteres presentes de forma única em cada telefone.
  • A fabricante também disponibiliza um site para verificar o número de série.
  • O dono do iPhone deve acessar checkcoverage.apple.com/br/pt/ e informar o código de sério visto no menu de Ajustes.

O sistema identifica a versão do aparelho e ainda diz se o celular ainda está na garantia. Caso o smartphone apareça nesse website oficial da Apple, o aparelho que você tem em mãos é original. 🔎 Confira o lançamento do iPhone 14 no vídeo abaixo Confira o lançamento do iPhone 14

Como saber Apple original?

2. Confira se o sistema iOS está instalado – (Fonte: Pexels) Fonte: Pexels Aparelhos da companhia não rodam utilizando sistema operacional que não seja o iOS, desenvolvido por pela própria companhia. Com isso em mente, se você estiver diante de um celular com desenho da maçã e ele estiver usando Android, bingo: iPhone falso. E nem adianta o símbolo dos aplicativos serem iguais. Um iPhone original adquire apps através, apenas, da App Store.

Como saber se o iPhone é chinês?

Há várias formas diferentes de comprar um iPhone, seja em uma loja brasileira, em uma viagem ao exterior ou então um já usado por outra pessoa. Mas o aparelho nem sempre é igual em todos os países. Na China, por exemplo, há modelos com duas entradas de chip (cartão SIM), ou nos Estados Unidos, que agora virá sem nenhuma delas.

Se você, por algum motivo, tem curiosidade de saber qual o país de origem do seu iPhone, há uma maneira simples e fácil de descobrir, diretamente no sistema. A gente já ensinou aqui como saber se seu iPhone é novo, recondicionado ou personalizado, E o processo para descobrir a origem do seu aparelho é exatamente o mesmo.

Você deve procurar nos Ajustes do aparelho um determinado código, que indicará para qual país ele foi direcionado. Seja a seguir o passo a passo como fazer. Passo 1: Abra os Ajustes do sistema. Passo 2: Abra o menu Geral, Passo 3: Toque na opção Sobre, Geral > Sobre > Modelo » Blog do iPhone” decoding=”async” src=”https://localhost/wp-content/uploads/2018/01/Modelo.jpg” alt=”iPhone recondicionado” width=”460″ height=”939″ srcset=”https://blogdoiphone.com/wp-content/uploads/2018/01/Modelo.jpg 1135w, https://blogdoiphone.com/wp-content/uploads/2018/01/Modelo-147×300.jpg 147w, https://blogdoiphone.com/wp-content/uploads/2018/01/Modelo-768×1568.jpg 768w, https://blogdoiphone.com/wp-content/uploads/2018/01/Modelo-502×1024.jpg 502w” sizes=”(max-width: 460px) 100vw, 460px”> Cada aparelho traz consigo um código incorporado, que revela para qual país ele foi fabricado. São as letras imediatamente antes da barra no código do modelo. Independente de onde é fabricado, cada país recebe um modelo específico para ele, Inclusive já ensinamos aqui como descobrir quando um iPhone é fabricado no Brasil: O mesmo código que analisamos no sistema também pode apontar para qual país ele foi fabricado. Abaixo você vê a lista completa desses códigos. Por exemplo, LL é o modelo vendido nos Estados Unidos, PO em Portugal. Confira:

Código Região
AB Egito, Jordânia, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos
B Irlanda, Reino Unido, também usado para algumas unidades de reposição
BR Brasil (montado no Brasil)
BZ Brasil (montado na China)
C Canadá
CL Canadá
CH China
CZ República Checa
D Alemanha
DN Áustria, Alemanha, Holanda
E México
EE Estônia
FB França, Luxemburgo
FD Áustria, Liechtenstein, Suíça
GR Grécia
HN Índia
IP Itália
HB Israel
J Japão
KH Coréia
KN Noruega
KS Finlândia, Suécia
LA Colômbia, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Peru
LE Argentina
LL EUA, Canadá, também usado para algumas unidades de reposição
LZ Chile, Paraguai, Uruguai
MG Hungria
MO Macau, Hong Kong (?)
MY Malásia
NF Bélgica, França, Luxemburgo
PL Polônia
PO Portugal
PP Filipinas
RO Romênia
RS Rússia
SL Eslováquia
SO África do Sul
T Itália
TA Taiwan
TU Turquia
TY Itália
VC Canadá
X Austrália, Nova Zelândia
Y Espanha
ZA Cingapura
ZP Hong Kong, Macau

Basta ver qual conjunto de letras se encontra antes da barra e depois do último número, para determinar qual o país de origem do seu iPhone. Esta curiosidade faz mais sentido quando você compra um aparelho usado ou vindo de outro país. Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Como saber se o celular é original ou pirata?

2. Código de homologação da Anatel – Localização do código de homologação da Anatel — Foto: Reprodução/hdblog A Anatel é a agência brasileira responsável por homologar todos os celulares vendidos em território nacional. E para saber se o aparelho é homologado, basta procurar pelo número de homologação, que pode ser encontrado em um selo atrás da bateria, para aparelhos mais antigos, ou na tampa traseira, para aparelhos mais novos.

You might be interested:  Como Aumentar O Sinal Do Wi-Fi

Com esse número em mãos, basta fazer uma pesquisa em informacoes.anatel.gov.br/paineis/certificacao-de-produtos/consulta-de-produtos, Por padrão, a maioria dos aparelhos tem memórias de 32, 64 e 128 GB de armazenamento interno — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo Celulares piratas podem oferecer menos armazenamento do que as versões originais, portanto, verifique a quantidade de memória.

O valor exibido deve ser o mesmo que o anunciado pelo fabricante. Verifique também a presença de entrada para cartões MicroSD, A presença desse tipo de memória em aparelhos como o iPhone 14, o Galaxy S23 ou o Motorola Edge 30 Pro é um forte indício de que o smartphone é falso, uma vez que os originais não contam com esse recurso.

  1. Identificando o IMEI — Foto: Reprodução/Júlio César Gonsalves Outro número importante para identificar a situação do celular é o IMEI, um código único de identificação do telefone também verificável junto à Anatel.
  2. Ele serve tanto para verificar a situação do aparelho, se é fruto de roubo, por exemplo, quanto para identificar se é homologado pela Anatel.

No caso de um aparelho fruto de roubo, o bloqueio do IMEI faz com que o smartphone fique impedido de se conectar à rede de telefonia e não possa ser habilitado em uma nova linha. O IMEI está localizado na embalagem do celular mas também pode ser encontrado ao discar “*#06#”.

O que é o iPhone de vitrine?

Vale a pena comprar iPhone de vitrine? O iPhone de vitrine tem sido uma opção para quem quer economizar na hora de comprar um celular. O aparelho não é usado, mas normalmente fica disponível em vitrines e mostruários, e pode ser testado por quem planeja comprar um aparelho.

Como saber se o celular é realmente novo?

Como saber se o celular é original – Vamos lá! Gente, uma das formas mais seguras de confirmar se um aparelho é original, é consultar o número de série do aparelho no site do Governo Federal. O número do IMEI é o dado mais importante do seu celular, porque o código funciona como se fosse um documento de identidade do aparelho.

Como consultar o IMEI do celular

Antes de um celular ser aprovado para compra no Brasil, ele passa por diversos testes da Agência Nacional de Telecomunicações, Caso sejam aprovados nesses testes, eles serão homologados e seus números de série estarão cadastrados no sistema da agência reguladora.

Desse jeito, com o número em mãos, é possível resolver diversos problemas com a fabricante e loja ou operadora onde você adquiriu o celular. Por isso, é importante ter anotado o número de IMEI do seu smartphone, tá? Além disso, pelo número do IMEI também dá para saber se existe algum registro de impedimento no aparelho que você possui ou que deseja comprar.

Mas, você deve estar se perguntando — Lu, onde eu encontro e como faço para consultar o IMEI? Deixa que eu te explico.

Qual a diferença entre iPhone americano e chinês?

Veja as diferenças entre as versões brasileira e americana do iPhone 14 › › Veja as diferenças entre as versões brasileira e americana do iPhone 14 O chega oficialmente ao Brasil em 14 de outubro, mas já inicia as pré-vendas a partir da próxima sexta-feira. Apresentado no mês passado, o aguardado smartphone da Apple terá algumas diferenças em relação ao modelo comercializado nos Estados Unidos. Acompanhe quais são.1- Uma das mudanças da versão que chega ao país é o suporte diz respeito ao cartão SIM,

  • Antes do lançamento, muito se especulou sobre a Apple estar planejando eliminar completamente a bandeja para chips já neste ano, mas não foi bem assim.
  • Enquanto na versão americana o smartphone tenha suporte exclusivo para e-SIM, em outros países, como é o caso do Brasil, os iPhones ainda devem contar com porta para chip físico.

Na tecnologia e-SIM o chip é integrado ao hardware do aparelho e permite que a operadora ative a linha do usuário à distância. Apesar de não muito conhecida, todas as principais operadoras brasileiras já trabalham com a tecnologia. O e-SIM é mais seguro que os SIMs convencionais e permite a instalação de até oito linhas e a utilização de duas delas simultaneamente.2- Para a tristeza dos brasileiros, um dos melhores recursos apresentados no mês passado, não chegará ao país, as mensagens de emergência por conectividade via satélite,

A ausência do recurso não diferencia muito o iPhone 14 de seu antecessor, já que possuem o mesmo chip, o A15 Bionic, o mesmo conjunto de câmeras, além de ter baterias com capacidades muito parecidas, levando em consideração que o upgrade realizado pela Apple não foi muito significativo. Importante: para ter mudanças reais, os usuário vão precisar apostar nos modelos mais caros, Pro e Pro Max, que trazem um novo design com a ilha dinâmica, uma das principais novidades da nova geração dos iPhones, câmera mais potente e maior poder de processamento com o chip A16 Bionic, lançado neste ano.

: Veja as diferenças entre as versões brasileira e americana do iPhone 14

Qual a diferença do iPhone americano?

Vale a pena comprar iPhone importado? – Um iPhone importado tem o mesmo hardware dos modelos vendidos no Brasil (Foto: Shutterstock) São vários os consumidores que consideram comprar um iPhone importado. Esses modelos possuem um preço alto no Brasil. Mesmo que o celular da Apple ainda vá ter um preço alto se comprado em outros países, a menor carga tributária em seus valores faz com que eles fiquem mais baratos do que comprados por aqui, por isso a prática de importar iPhone acontece.

  1. Diferentemente de celulares da Samsung, por exemplo, que possuem versões exclusivas para o mercado internacional, o celular importado da Apple é o mesmo que é vendido aqui no Brasil.
  2. O hardware não tem alterações.
  3. No máximo, você pode encontrar alguma cor que ainda não foi lançada aqui no país.
  4. O grande ponto de importar iPhone é considerar as possíveis taxas da Receita Federal já explicadas aqui.
You might be interested:  Verme Branco Saindo Do Gato Como Tratar

Com essas taxas, acaba não compensando comprar o smartphone fora. Para quem busca um iPhone menos caro, vale comprar um modelo usado.

Veja as nossas dicas de como escolher um celular usado,

No entanto, é válido ressaltar que se você optar por comprar um iPhone importado em lojas licenciadas da Apple, você poderá ativar a garantia dele aqui no Brasil nas assistências autorizadas, desde que ele seja um produto que também é vendido no país.

Veja quais os melhores iPhones para comprar no Brasil, ou se preferir, conheça os principais celulares Android do país,

Qual é o país de origem do iPhone?

Anunciado em 9 de janeiro de 2007, o iPhone foi lançado no dia 29 de junho de 2007 nos EUA, em 9 de novembro de 2007 na Alemanha e no Reino Unido, e em 29 de novembro na França, por Steve Jobs ex-presidente e fundador da marca Apple Inc.

Como saber se o celular não é original?

Fique de olho no Número IMEI – Todo o celular tem um número de IMEI associado a ele. No Brasil esse número tem que ser obrigatoriamente começado com 35, 11 ou 12. Para descobrir qual o seu número IMEI digite o código #*06# para exibi-lo. Outra boa atitude é conferir se o IMEI mostrado na tela é o mesmo que está na etiqueta impressa colada na caixa, o que nem sempre acontece com celulares falsificados.

Porque não comprar iPhone vitrine?

Empresas dizem que são os produtos do mostruário – Os vendedores de lojas de telefonia e de artigos eletrônicos em geral costumam ofertar os iPhones de vitrine com o argumento de que os aparelhos ficam no mostruário, são manuseados por outros clientes, e isto eventualmente faz com que algumas partes fiquem avariadas.

  1. Seria o equivalente, portanto, a comprar a última peça de uma loja de moda, já sabendo que ela ficou exposta na vitrine, sujeita às intempéries do ambiente.
  2. No caso dos eletrônicos, no entanto, existe a ressalva de que os aparelhos são projetados para um uso moderado.
  3. Imagine um iPhone que passa 24 horas ligado na tomada, correndo risco de superaquecer, e entrando em contato com pessoas de toda sorte.

São grandes as chances de o produto ter uma vida útil menor.

Quais os riscos de comprar iPhone de vitrine?

O que você precisa saber antes de considerar um iPhone de vitrine como opção mais barata – Muitas pessoas que buscam um iPhone novo, mas não têm condições de arcar com o preço total, acabam considerando os iPhones de vitrine como uma opção mais acessível.

Esses aparelhos geralmente são usados como display em lojas e podem ser vendidos a preços mais baixos em comparação aos modelos novos e lacrados. No entanto, é importante ter em mente que esses iPhones de vitrine podem trazer consigo riscos significativos. Um dos principais perigos dos iPhones de vitrine é que eles podem ter sido manuseados por várias pessoas em uma loja, o que pode resultar em desgaste ou danos ao aparelho.

Arranhões, marcas de dedos, batidas ou quedas são alguns dos problemas comuns que esses dispositivos podem ter. Além disso, os iPhones de vitrine podem ter sido expostos a condições ambientais adversas, como umidade ou calor excessivo, o que pode afetar o desempenho e a vida útil do aparelho.

Outra questão importante é a garantia do iPhone de vitrine. Geralmente, esses dispositivos são vendidos sem a garantia original de fábrica ou com uma garantia limitada, o que significa que o comprador pode ter pouca ou nenhuma proteção em caso de problemas ou defeitos. Isso pode resultar em custos adicionais para reparos ou substituição de peças, o que pode se tornar um prejuízo financeiro significativo.

Além disso, é importante destacar que iPhones de vitrine podem não ter as mesmas atualizações de software ou acessórios originais que os modelos novos. Isso pode limitar a funcionalidade do aparelho e afetar a experiência do usuário. Por exemplo, o dispositivo pode não ter a versão mais recente do sistema operacional, ou pode não vir com todos os acessórios originais, como os fones de ouvido ou o carregador.

Quanto custa um iPhone original na China?

iPhone 13 conquista mais compradores que seu antecessor na China; entenda O parece ter caído com força no gosto dos consumidores chineses — ao menos é o que apontam os números da pré-venda do mais novo smartphone da Apple no país asiático. De acordo com o jornal chinês South China Morning Post, o número de pedidos feitos na pré-venda já ultrapassou a casa dos 5 milhões, sendo que a revendedora oficial da Apple no país, a JD.com, é responsável por mais de 3 milhões dos dispositivos garantidos.

Na quinta-feira passada, (16), apenas dois dias após o evento oficial da Apple que apresentou a nova família de smartphones, as pré-vendas já haviam passado de 2 milhões. Em 2020, durante o mesmo período, foram reservados 1,5 milhão de iPhones 12. O interesse maior na nova versão do celular não é arbitrário.

Os valores dos novos aparelhos começam em 5.199 iuanes (ou US$ 804) para o iPhone 13 Mini, 5.999 iuanes para o iPhone 13 e 7.999 iuanes para o iPhone 13 Pro, cerca de 300 a 800 iuanes a menos dos preços da linha do iPhone 12. O segundo fator, no entanto, mostra que nem tudo são flores — ou melhor, maçãs — no mundo da tecnologia. Em julho, a Huawei colocou no mercado os celulares P50 e P50 Pro, ambos sem suporte para a rede 5G, uma vez que a empresa tem acesso limitado às tecnologias mais recentes dos Estados Unidos. “Não há um smartphone que possa ameaçar o iPhone 13 e que esteja acima dos 5 mil iuanes (US$ 776 ).

You might be interested:  Como Declarar Imposto De Renda 2022?

Por que a Apple fabrica o iPhone na China?

Tudo sobre Apple Tudo sobre China Tudo sobre Estados Unidos Nas últimas semanas, a Apple acelerou os planos para transferir parte de sua produção para fora da China, A gigante americana está pressionando os fornecedores chineses para que eles façam a montagem dos produtos da empresa em outros países da Ásia, incluindo Índia e Vietnã. Leia também:

China deve afrouxar restrições ao COVID após semana de protestos históricos Desmonte do iPad de 10ª geração mostra que ele é quase um iPad Air de 2020 Apple: o legado da maçã de Steve Jobs

Um dos objetivos da Apple por trás da manobra é reduzir sua dependência de montadoras como a Foxconn, Uma de suas fábricas chinesas, localizada em um lugar chamado “Cidade do iPhone” dentro da cidade de Zhengzhou, é responsável por produzir sozinha cerca de 85% da linha Pro de iPhones, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado Counterpoint Research, Protestos na China se agravaram na cidade do iPhone em novembro. Imagem: Reprodução Por enquanto, os consumidores que vão às compras enfrentam alguns dos maiores tempos de espera por iPhones de última geração nos 15 anos de história do produto, com entrega prevista para depois do Natal.

Quanto custa um iPhone chinês?

Analistas estimam queda de 28% das vendas – A Bloomberg reportou que a operadora estatal China Mobile e a JD.com estão entre as varejistas que cortaram US$ 118 (800 Yuans) no preço do iPhone 14 Pro, Até o momento, não há informações de quanto tempo o corte de preços irá durar, mas os analistas apontam que o desconto pode ser duradouro, pois é uma tentativa de alavancar as vendas.

iPhone 15 Pro Max com câmera exclusiva O último trimestre do ano costuma ser o melhor trimestre do ano para Apple, devido ao lançamento de novos dispositivos e as festividades do fim do ano. Porém, os problemas enfrentados na fábrica da Foxconn jogaram um balde de água fria nos planos da Apple, em território chinês.

Analistas da firma Jefferies estimam que as vendas da linha iPhone 14, nos primeiros 38 dias após o lançamento na China, caíram 28% em comparação com a família iPhone 13. Resta saber se a decisão da Apple irá impulsionar as vendas do iPhone 14 na China, ou quem sabe o mercado chinês continuará não dando muita atenção a nova geração do iPhone. Fonte: BGR, Bloomberg,

Porque o iPhone é feito na China?

Por que a Apple fabrica o iPhone na China. Quase todos os 70 milhões de iPhones e 30 milhões de iPads vendidos em 2011 foram fabricados fora dos Estados Unidos, principalmente na China. O porquê disso tem conexão com a mão de obra chinesa mais barata, sim.

  1. Mas há outros motivos para grandes companhias como a Apple preferirem fabricar seus produtos em outro lugar que não o território americano, como mostra reportagem publicada pelo New York Times.
  2. Um deles é o fato de a maioria dos fornecedores da empresa de Steve Jobs estar localizada na China.
  3. Trazer a produção dos aparelhos da Apple para os Estados Unidos criaria grandes desafios na logística — como tornar viável a fabricação de aparelhos em uma cidade americana se quase todos os seus componentes estão a meio mundo de distância? Isso seria também um empecilho para a troca de fornecedores chineses, o que a empresa hoje faz com certa flexibilidade na China.

O porte das fábricas chinesas, hoje maiores e bem mais ágeis que as americanas, é outro motivo para continuar a produção fora de casa. Um ex-executivo da Apple conta que, poucas semanas antes de o iPhone ir para as prateleiras, em 2007, a companhia redesenhou a tela do dispositivo, forçando a revisão da montagem do aparelho, segundo o NYT.

Assim, na China, o chefe dos operários teria acordado 8 mil deles, que dormiam em seus quartos dentro da fábrica. “Cada empregado recebeu um biscoito e uma xícara de chá, foi conduzido à estação de trabalho e, em menos de 30 minutos, eles começaram um turno de 12 horas, encaixando as telas de vidro no aparelho”, relata o jornal.

Em 96 horas, a planta produziu no ritmo de 10 mil iPhones por dia. A grande agilidade se soma à habilidade técnica de engenheiros chineses, a qual satisfaz a montagem complexa dos aparelhos, mas não é tão qualificada a ponto de justificar um alto salário.

  • O movimento da produção em direção ao exterior preocupa os Estados Unidos, segundo economistas ouvidos pelo NYT.
  • Afinal, essa seria uma causa da dificuldade que o país enfrenta para criar postos de trabalho para a classe média.
  • Custo Fabricar um iPhone nos Estados Unidos custaria US$ 65 a mais que na China, onde a estimativa de custo de produção é de US$ 8.

Isso minimizaria o lucro da Apple, apesar de não eliminá-lo. (O preço médio de venda do iPhone é de US$ 600, o que rende margem bruta de cerca de 40% à Apple, calcula o Business Insider. Assim, o lucro bruto da Apple com cada iPhone é de aproximadamente US$ 250, segundo o site.).