Multa Paga Duas Vezes O Que Fazer? - CLT Livre

Multa Paga Duas Vezes O Que Fazer?

Multa Paga Duas Vezes O Que Fazer
Receber uma multa duplicada é um erro que pode acontecer em diversas cidades do país. É comum que alguns agentes se posicionem próximos a esquinas, e isso torna comum a notificação de duas infrações ao invés de apenas uma. Quando essa dupla infração é notificada e o intervalo entre elas é de mais ou menos 2 minutos e feita por agentes distintos, se deve recorrer pela anulação de uma das multas.

  • Afinal, o ato da infração foi apenas um.
  • A pessoa ser multada duas vezes, por agentes diferentes, a respeito da mesma infração, configura o “Bis In Iden”, ou seja, impossibilidade de punição.
  • Essa é uma irregularidade que está prevista no artigo 281 do CTB, onde os agentes estariam cometendo um erro por terem multado a mesma ocorrência.

Sendo assim o motorista poderá recorrer a essa infração com fortes documentos indicando que apenas uma multa deveria ter sido dada.
Ver resposta completa

Como solicitar restituição de multa paga em duplicidade?

Como solicitar restituição de multa paga em duplicidade? A restituição do valor da multa paga deverá ser solicitada exclusivamente pelo (a) proprietário (a) do veículo, devidamente identificado (a) e comprovado através de cópia do documento de propriedade ou outro que o confirmar.
Ver resposta completa

Quais são as formas de recorrer de multas em duplicidade?

O que acontece se eu pagar uma multa duas vezes? – Recorrendo de Multas em Duplicidade. Todo condutor tem direito de recorrer a qualquer multa de trânsito. Dessa maneira, as formas de se recorrer de multas em duplicidade não são diferentes dos demais tipos de infrações recebidas: as fases de recurso serão as mesmas que as das demais autuações.
Ver resposta completa

You might be interested:  O Que Significa Efeito Suspensivo Na Multa?

O que é a multa por não identificação de condutor infrator?

Quando a multa vem dobrada? – A não identificação de condutor infrator impõe a lavratura de uma nova multa, cujo valor é o da multa original multiplicada pelo número de infrações iguais cometidas no período de doze meses, são as chamadas ” MULTA NIC” ( multa por não identificação do condutor), conhecida popularmente, como multa em dobro. Art.257.
Ver resposta completa

Como posso restituir os valores recolhidos a título de multa e juros moratórios?

Esta é uma dúvida de boa parte dos empresários e dos profissionais da área financeira das empresas, e isso fica mais evidente com volume crescente desses problemas que temos identificado. O recolhimento errado ou em duplicidade do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) é algo que ocorre geralmente por desatenção dos profissionais que realizam os pagamentos dos tributos, gerando ônus indesejáveis financeiros para as empresas.

Com os fluxos de caixa cada vez mais enxutos e com pouca gordura ou sobras financeiras, não podemos desperdiçar um só centavo. Ao mesmo tempo em que temos de enfrentar essas dificuldades, precisamos alimentar a imensa fome governamental, em todas as esferas, em busca de reverter seus contínuos déficits.

Por isso é que cada vez mais se dificultam e procrastinam as restituições, ou mesmo a compensação destes valores. Erros comuns ao pagar um Darf: – Preenchimento errado em qualquer um dos campos: CPF/CNPJ, período de apuração, código da Receita, ou qualquer outro campo existente.

  • Pagar em duplicidade ou pagamento de valor a maior.
  • Retificação de Darf (Redarf) Errar no preenchimento de campos, exceto o valor, poderá ser corrigido através do procedimento chamado de Redarf (instruções no site da Receita Federal).
  • A retificação aplica-se na hipótese de erro cometido pelo contribuinte no preenchimento de Darf já recolhido.
You might be interested:  A Multa E Gerada Por Qual Tipo De Fator De Potencia?

Para cada pedido de retificação, deverá ser preenchido um Redarf. O Redarf deverá ser protocolizado em qualquer uma das unidades da Receita Federal, mas sempre dentro da jurisdição do contribuinte. Com o certificado digital pode-se fazer o processo diretamente no site da Receita Federal, utilizando a opção: “Com Certificado Digital”.

Restituição de Pagamento Indevido, Em Duplicidade ou a Maior Poderão ser restituídos os valores recolhidos a título de tributo sob sua administração, bem como outras receitas da União arrecadadas mediante Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) ou Guia da Previdência Social (GPS), conforme determina a Receita Federal, nas seguintes hipóteses: – Cobrança ou pagamento espontâneo, indevido ou em valor maior que o devido.

– Erro na identificação do sujeito passivo, na determinação da alíquota aplicável, no cálculo do montante do débito ou na elaboração ou conferência de qualquer documento relativo ao pagamento; ou – Reforma, anulação, revogação ou rescisão de decisão condenatória.

Também poderão ser restituídos os valores recolhidos a título de multa e de juros moratórios previstos nas leis instituidoras de obrigações tributárias principais ou acessórias. A restituição poderá ser efetuada: – Mediante o Programa PER/DCOMP (Pedido Eletrônico de Restituição ou Ressarcimento e da Declaração de Compensação) instituído pela Instrução Normativa SRF nº 320/2003; ou – No caso das quotas do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, mediante processamento eletrônico da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF).

Na impossibilidade de utilização do Programa PER/DCOMP, deverá ser formalizado por meio do Pedido de Restituição ou Ressarcimento, ou do Pedido de Restituição de Valores Indevidos Relativos a Contribuição Previdenciária. Todo o passo a passo de cada uma das duas operações citadas acima, poderá ser encontrado no site da Receita Federal, de forma detalhada e didática, sendo assim, seu estudo e efetivação depende de um grau de conhecimento técnico e tributário para seu efetivo sucesso.

  • Portanto, evitem este tipo de erro, a fim de não gerar retrabalho e desperdício em seu fluxo financeiro.
  • Aconselhamos que um profissional capacitado cuide deste procedimento, ou mesmo seu contador, tendo em vista que não basta realizá-lo com correção, deverá ser monitorado, em razão de serem restituídos ou compensados por prazos que variam, em média, de três a 12 meses, mas em algumas situações específicas podem ultrapassar tal período.
You might be interested:  Quanto Que É A Multa Rescisória?

Marco Antonio Granado é empresário contábil, contador, bacharel em direito, pós-graduado em direito tributário e consultor tributário e contábil do SINFAC-SP – Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil Factoring do Estado de São Paulo.
Ver resposta completa