Predicado Verbal Nominal E Verbal Nominal

Diferença entre Predicado Verbal Nominal e Verbal Nominal

Predicado Verbal Nominal E Verbal Nominal

O predicado nominal apresenta verbo de ligação mais predicativo do sujeito. O predicado verbal apresenta verbo transitivo ou intransitivo. Já o predicado verbo – nominal , além de possuir verbo transitivo ou intransitivo, também apresenta predicativo do sujeito ou do objeto.

Tipos de predicado

Os predicados são divididos em três categorias, com base no seu núcleo significativo.

Predicado Verbal: uma análise sobre sua estrutura e função

Indica uma ação, sendo formado por um verbo que expressa uma atividade. Nesse caso, não há a presença de predicativo do sujeito. Por exemplo: nós caminhamos muito hoje (verbo principal: caminhamos), cheguei hoje de viagem (verbo principal: cheguei), o cliente perdeu os documentos (verbo principal: perdeu).

Predicado Nominal: uma análise sobre sua estrutura e função

O adjetivo é uma classe de palavras que expressa estado ou qualidade. Ele é formado por um verbo que indica estado e pelo predicativo do sujeito, que complementa o sujeito atribuindo-lhe uma característica específica.

Existe apenas um elemento central em uma frase, que é representado por um nome (substantivo ou adjetivo). Por exemplo: Alan está contente (o elemento central é “contente”), Fiquei cansada (o elemento central é “cansada”), Ele continua amável comigo (o elemento central é “amável”).

Predicado verbo-nominal: características e exemplos

Predicados de qualidade ou estado são aqueles que indicam ação do sujeito, sendo compostos por um nome e um verbo.

Nesse caso, ocorre a presença de um predicativo do sujeito ou do objeto. Esse tipo de predicativo complementa o objeto direto ou indireto, atribuindo-lhes uma característica específica. Por exemplo: Suzana chegou cansada (sendo “chegou” e “cansada” os núcleos), Terminaram satisfeitos o trabalho (sendo “terminaram” e “satisfeitos” os núcleos) e Considerou a caminhada desagradável (sendo “considerou” e “desagradável” os núcleos).

A fim de reconhecer um predicado verbo-nominal, é necessário que o verbo expressando ação esteja presente na oração. Por outro lado, o verbo indicando estado ou qualidade pode estar oculto.

Dessa forma, o verbo nocional é representado por “Suzana chegou”, expressando a ação realizada pelo sujeito. Já o estado do sujeito é indicado por “(estava) cansada”, onde não há presença explícita do verbo não nocional na frase.

Diferença entre predicado verbal nominal e verbo-nominal

O predicado verbal é uma parte da frase que contém um verbo como núcleo. Ele expressa ação, estado ou fenômeno relacionados ao sujeito da frase. Por exemplo, na frase “Os jogadores andam pelo gramado”, o verbo “andam” é o núcleo do predicado verbal.

Já o predicado verbo-nominal possui dois núcleos: um verbo e um nome. Além de expressar ação ou estado, ele também atribui uma característica ao sujeito da frase. Por exemplo, na frase “Os jogadores andam pelo gramado cansados”, além do verbo “andam”, temos o adjetivo “cansados” como segundo núcleo do predicado.

Dessa forma, no caso dos jogadores, não apenas estão realizando a ação de andar (verbal), mas também apresentam uma característica específica – estão cansados (nominal). O uso do predicado verbo-nominal permite adicionar mais informações sobre o sujeito e enriquecer a descrição da situação em questão.

Sujeito: Predicado Verbal Nominal e Verbal Nominal

Além do verbo, o sujeito é uma parte essencial da oração que identifica quem realiza a ação. Existem cinco tipos de sujeito: simples, composto, oculto, indeterminado e inexistente.

You might be interested:  Quantas calorias possui um ovo cozido?

Predicado nominal: exemplo e definição

O predicado nominal é uma parte da frase que indica o estado ou a qualidade do sujeito. Ele é formado por um verbo de ligação, que mostra o estado em que o sujeito se encontra, e pelo predicativo do sujeito, que complementa o sujeito atribuindo-lhe uma qualidade. No predicado nominal há apenas um núcleo, que pode ser um substantivo ou um adjetivo.

Um exemplo de predicado nominal seria a frase “Alan está feliz”. Nessa frase, “está” é o verbo de ligação e indica o estado em que Alan se encontra. O termo “feliz” é o predicativo do sujeito e atribui ao sujeito (Alan) a qualidade de estar feliz.

Esse tipo de estrutura gramatical ajuda a descrever características das pessoas ou coisas mencionadas na frase. É importante entender essa diferença entre os tipos de predicação verbal para usar corretamente as palavras na hora de escrever ou falar em português.

Exercícios de predicado verbal e nominal

Assinale a alternativa em que o sujeito e o predicado da oração estejam corretamente analisados:

Opção b: sujeito simples e predicado verbo-nominal. Neste caso, o sujeito é composto por apenas um núcleo, e o predicado contém um verbo de ligação seguido de um predicativo do sujeito.

O sujeito simples é caracterizado pela presença de apenas um núcleo, que são as palavras.

O predicado possui uma estrutura verbo-nominal, contendo dois núcleos. O primeiro é o verbo “nascer” (ou “nascem”), e o segundo é o predicativo do sujeito “amarradas”.

O amanhecer se torna gradualmente mais tardio, com o sol surgindo de forma pálida, fraca e em um ângulo oblíquo. Durante a manhã, houve um breve brilho solar.

Na sequência, os predicados das orações mencionadas são classificados como:

A primeira oração possui um predicado verbo-nominal, pois contém dois núcleos. O primeiro é o verbo “entrar”, enquanto o segundo são os predicativos do sujeito “pálido, fraco e oblíquo”.

Na segunda frase, o predicado é constituído por um verbo, que é “brilhar”.

O predicado é considerado verbo-nominal devido à presença de dois núcleos: um verbal, representado pelo verbo “entrar” (entrou), e um nominal, representado pelo predicativo do sujeito “apressado”.

Se dividíssemos essa oração em duas, ela teria um predicado verbal e um predicado nominal:

Desde 2015, a professora tem produzido conteúdos educativos relacionados à língua portuguesa e datas comemorativas. Ela é licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos, com habilitação para o Ensino Fundamental II e Ensino Médio, além de ter formação no Curso de Magistério, com habilitação para a Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Seu foco principal é escrever textos em português voltados para o público brasileiro.

Definição de verbo-nominal

O predicado verbo-nominal é uma estrutura gramatical que possui dois núcleos, um deles sendo um verbo e o outro um nome, que pode ser um substantivo ou adjetivo. Essa combinação de elementos permite ao predicado verbo-nominal abranger tanto características do predicado nominal (com o núcleo sendo um nome) quanto do predicado verbal (com o núcleo sendo um verbo).

No caso do predicado nominal, temos a presença de um nome como seu núcleo principal. Esse tipo de construção enfatiza as qualidades ou estados atribuídos ao sujeito da oração. Por exemplo: “Maria está feliz”. Nesse caso, “está” é o verbo copulativo e “feliz” é o adjetivo que caracteriza Maria.

Já no predicado verbal, temos a presença de apenas um verbo como seu núcleo principal. Esse tipo de construção destaca a ação realizada pelo sujeito da oração. Por exemplo: “João correu na praia”. Aqui, “correu” é o verbo que expressa a ação realizada por João.

Por fim, quando falamos sobre o predicado verbo-nominal, estamos nos referindo à combinação desses dois tipos mencionados anteriormente. Ou seja, ele apresenta tanto características verbais quanto nominais em sua estrutura. Por exemplo: “A festa foi animada pelos convidados”. Nessa frase, temos o uso do verbo copulativo “foi”, indicando estado ou qualidade (“animada”), e também temos os convidados como agentes responsáveis pela animação da festa.

You might be interested:  Sinvastatina 20 Mg: Descubra os Benefícios e Indicações

Portanto,o predicado verbo-nominal é uma construção gramatical que permite a combinação de elementos verbais e nominais, proporcionando maior riqueza e variedade na expressão das ideias em um texto.

Classificação do predicado: nominal ou verbal?

Predicado verbal:

1. O núcleo do predicado é um verbo significativo, transitivo ou intransitivo.

2. Expressa uma ação, estado ou fenômeno.

3. Exemplos de verbos significativos: correr, estudar, cantar.

Predicado nominal:

1. O núcleo do predicado é um nome (adjetivo ou substantivo).

2. Não expressa uma ação direta, mas atribui características ao sujeito.

3. Exemplos de adjetivos como núcleo do predicado: feliz, bonita, inteligente.

4. Exemplos de substantivos como núcleo do predicado: médico, professor, escritor.

Predicado verbal-nominal:

1. Combina elementos dos dois tipos anteriores em uma mesma estrutura sintática.

2. Possui tanto o verbo quanto o nome/adjetivo como parte essencial da informação transmitida pelo predicado.

3.Exemplo 1: “Ele ficou triste com a notícia.” – Nesse caso temos o verbo “ficou” e o adjetivo “triste” atuando juntos no sentido da frase.

Essas são as principais características dos três tipos de predicação verbal em português para Brasil!

Identificando o predicado nominal

O predicado nominal é composto pela seguinte estrutura: sujeito + verbo de ligação + predicativo do sujeito. O núcleo do predicado nominal é o predicativo do sujeito. Alguns exemplos de frases com predicado nominal são:

1. Os meninos eram brincalhões.

2. A margarida é uma flor.

3. Ela está feliz.

4. Ele se tornou médico.

5. Minha mãe ficou preocupada.

Essas frases possuem um verbo de ligação (eram, é, está, tornou-se, ficou) que liga o sujeito (os meninos, a margarida, ela, ele) ao seu atributo ou característica (brincalhões, uma flor, feliz). Nesses casos, não há uma ação sendo realizada pelo sujeito; em vez disso, há uma identificação ou estado descrito pelo predicativo do sujeito.

É importante notar que nem todas as frases têm um verbo de ligação explícito como “ser” ou “estar”. Em alguns casos, verbos como “ficar”, “parecer”, “tornar-se” também podem funcionar como verbos de ligação e indicarem um estado ou atributo relacionado ao sujeito.

Esses são apenas alguns exemplos para ilustrar o uso do predicado nominal na língua portuguesa no contexto brasileiro. Existem muitas outras construções possíveis com esse tipo de predicação verbal-nominal nas mais diversas situações comunicativas da língua falada e escrita pelos brasileiros diariamente!

Identificando o predicado verbal

O predicado verbal é aquele que possui um verbo ou locução verbal em seu núcleo. Para identificá-lo, é necessário encontrar na frase um verbo de ação, já que ele nunca será formado por um verbo de ligação. Ele pode ser formado por verbo intransitivo, transitivo direto, transitivo indireto e bitransitivo.

1. Predicado Verbal Intransitivo: É aquele em que o verbo não precisa de complemento para ter sentido completo. Exemplo: “Ele correu.”

2. Predicado Verbal Transitivo Direto: É aquele em que o verbo necessita de um complemento sem preposição para ter sentido completo. Exemplo: “Ela comprou uma casa.”

3. Predicado Verbal Transitivo Indireto: É aquele em que o verbo necessita de um complemento com preposição para ter sentido completo. Exemplo: “Eu confio nele.”

4. Predicado Verbal Bitransitivo: É aquele em que o verbo necessita tanto do complemento direto quanto do complemento indireto para ter sentido completo.Exemplo:”Ele entregou os documentos ao chefe”.

You might be interested:  Resultado do sorteio da Loteria Federal de hoje em 2022

5.Predicativo Nominal :É quando há a presença do nome (substantivos) no predicativo da oração.Exemplo:”Maria estava feliz”

6.Predicativo Adjetival :É quando há a presença do adjetivos no predicativo da oração.Exemplo:”João ficou triste”

7.Predicação Verbal :Quando ocorre apenas com verbos significativos ,que são os verbos principais das frases .Exemplos :”Comer” , “Beber” ,”Estudar”

8.Predicação Verbo-Nominal :Quando ocorre com verbos de ligação e significativos.Exemplo:”Ele está feliz”

9.Predicado Nominal:É quando o verbo é um verbo de ligação (ser, estar, parecer) e o predicativo é um nome ou pronome. Exemplo: “Ela é médica.”

10.Predicado Adverbial : É aquele em que o núcleo do predicado é um advérbio. Exemplo:”Eles chegaram tarde”.

Esses são alguns exemplos dos tipos de predicados verbais existentes na língua portuguesa. Cada tipo possui suas características específicas e contribui para a construção do sentido da frase.

Tipos de predicado e exemplos

No estudo da língua portuguesa, é importante compreender a estrutura do predicado verbal nominal e do predicado verbal nominal. O primeiro tipo de predicado é formado por um verbo intransitivo seguido de um predicativo do sujeito. Por exemplo: “O bebê chorava infeliz”. Nesse caso, o verbo “chorar” é intransitivo e o adjetivo “infeliz” funciona como predicativo do sujeito.

Já o segundo tipo de predicado é formado por um verbo transitivo seguido de objeto direto e também de um predicativo do sujeito. Por exemplo: “Os corredores terminaram a maratona exaustos”. Aqui, o verbo “terminar” é transitivo, tendo como objeto direto “a maratona”, enquanto o adjetivo “exaustos” atua como predicativo dos corredores.

Agora vamos apresentar uma lista com exemplos desses dois tipos de construção:

1) A criança brincou feliz.

2) Os alunos estudaram cansados.

3) Elas dançaram animadas.

4) O cachorro latiu assustador.

5) Ele correu apressado.

6) As flores murcharam tristes.

7) A equipe venceu confiante.

8) O cantor se apresentou emocionado.

9) Os pássaros voavam livres no céu azul.

Esses são apenas alguns exemplos para ilustrar as diferentes formas em que os verbos podem ser utilizados em conjunto com seus complementos e os respectivos atributos ou qualidades expressas pelos predicativos dos sujeitos ou objetos. É importante lembrar que a escolha do tipo de predicado depende da estrutura e sentido da frase em questão.

Formação do predicado nominal

As orações com predicado nominal são aquelas que possuem um verbo de ligação e um predicativo do sujeito. O predicado nominal é formado pela combinação desses dois elementos. O verbo de ligação é responsável por estabelecer uma relação entre o sujeito da frase e uma característica, estado ou qualidade expressa pelo predicativo.

Por exemplo, na frase “Maria está feliz”, temos o verbo de ligação “está” e o predicativo do sujeito “feliz”. Nesse caso, o verbo de ligação indica a condição atual da Maria (estar) e o predicativo expressa a qualidade dela (feliz).

Já as orações com predicado verbal são aquelas em que há um verbo significativo além do núcleo verbal. Ou seja, além do próprio verbo principal da frase, existem outros verbos auxiliares ou complementares que ajudam a construir o sentido completo da ação.

Por exemplo, na frase “João comprou um livro ontem”, temos como núcleo verbal principal “comprou”. Além disso, temos os verbos auxiliares “um” (indicando quantidade) e “ontem” (indicando tempo). Todos esses elementos juntos formam o sentido completo da ação realizada pelo João.

Predicado Nominal: Verbo de Ligação + Predicativo do Sujeito

Predicado Verbal: Núcleo Verbal Principal + Verbos Auxiliares/Complementares

Essas estruturas gramaticais são importantes para entendermos como as informações se organizam nas frases em português. Compreender essa distinção nos ajuda a interpretar corretamente o sentido das sentenças e a construir textos mais claros e coerentes.