Partes De Um Artigo Científico? - [Aconselhamento] CLT Livre

Partes De Um Artigo Científico?

Partes De Um Artigo Científico
Quais são as partes básicas que compõem um artigo científico e uma monografia? Aula 01 APRESENTAÇÃO DE PESQUISA Trabalhos científicos são uma realidade no meio acadêmico; servem para marcar a conclusão de duas diferentes etapas, como um produto que representa o aprendizado, e refletir o conhecimento adquirido por meio do estudo.

Assim, com as diferentes etapas da vida acadêmica, os trabalhos científicos possuem particularidades, que demandam distinções em sua elaboração. Por isso, é preciso conhecer os diferentes tipos de trabalhos científicos para que, havendo a necessidade de escolha de um deles, você esteja preparado para tomar essa importante decisão.

Veja um exemplo: 1 – Faça uma breve apresentação de cada um desses dois tipos de trabalho científico. O TCC é uma sigla muito conhecida e que transmite medo pelos diversos estudantes por sua complexidade, pois é o trabalho de conclusão do curso. É um trabalho que deve ser bem executado pois será onde mostrara os conhecidos adquiridos durante a sua formação acadêmica, é extenso e deve conter relação com sua área de formação.

O artigo cientifico como a monografia são um tipo de TCC, mas o artigo cientifico tem como objetivo estudar uma parte especifica do tema, tendo como base em seu desenvolvimento aplicar diversos artigos científicos realizados anteriormente, pois o artigo científico é fundamentado com dados já encontrados, para assim, provar o seu tema.

Já uma monografia é um tipo de TCC mais comum nas faculdades, onde o tema é mais completo, pois ela tenta abranger o máximo possível sobre um assunto. Por decorrência, seu tempo de duração e trabalho é maior, então é necessário ter um prazo grande para a sua execução.2 – Explique quais aspectos práticos, a respeito do trabalho que Patrícia pretende realizar, têm maior interferência na decisão.

Patrícia deve ter mente qual a forma de estudo ela quer fazer e o tema que é referente a sua área de formação, tendo isso em mente ela deve se perguntar se quer focar no seu trabalho em um assunto de forma completa, ou apenas se aprofundar em uma parte do assunto? Levando em consideração o proposto, ela vai ter a base para decidir qual o tipo de trabalho que irá desenvolver.3 – Apresente uma síntese das três partes básicas que compõem os vários tipos de textos científicos.

Um artigo cientifico é composto pela introdução, o desenvolvimento e a conclusão. A introdução apresenta o que será proposto no decorrer do trabalho, é onde irá explicar o tema proposto, objetivo do trabalho, a exposição metodológica, e o tempo que será realizado.

Tudo isso, de uma forma clara e sucinta. O desenvolvimento é a parte que irá expor de forma completa o tema, a qual é divido em capítulos ou partes redacionais e comunicativa. Tornara evidente o que autor quis esclarecer com o tema decorrente, é a parte do trabalho científico que apresenta objetividade, clareza e precisão, tendo por objetivo explicar (tornar evidente o que estava implícito, oculto ou complexo, descrever objetivando classificar e definir conceitos); discutir (comparar as várias posições que se entrelaçam dialeticamente) e demonstrar (aplicar a argumentação apropriada à natureza do trabalho, ou seja, a partir de verdades já estabelecidas, propor novas verdades).

You might be interested:  Alterações Fisiológicas Na Gravidez Artigo?

A conclusão é o relato final do trabalho, onde será exposto as descobertas e ou afirmar o que foi dito durante o desenvolvimento.4 – Explique a ela em qual ou quais dessas partes da estrutura básica que a monografia e o artigo mais se diferenciam. Se diferenciam na parte do desenvolvimento e da conclusão, por decorrência da mono grafia ser um trabalho de conclusão de curso que abrange de forma completa o tema escolhido, fazendo assim, com que a conclusão tenha uma direção a respeito do mesmo.

  1. Ou seja é um trabalho mais extenso que demanda uma quantidade de tempo maior.
  2. Já o artigo cientifico tem uma direção única, tem o objetivo de ser mais sucinta, estudando uma parte específica de um determinado tema.
  3. Fazendo assim, com que o desenvolvimento seja exposto o que já foi estudado e concluído antes, o que quer dizer que é apenas uma discussão sobre o tema.

Publicado em 28 de maio de 2018. | Atualizado por Beatriz Coelho em 14 de janeiro de 2021.

  • Artigo científico é uma apresentação sintética de resultados de uma pesquisa sobre um problema específico.
  • Vamos ser sinceros: escrever um artigo científico está longe de ser uma tarefa fácil para todo mundo.
  • Contudo, pensando na vida na graduação ou na pesquisa, produzir artigos científicos é uma tarefa bastante comum.

Afinal, muitas vezes os artigos científicos são utilizados como métodos de avaliação na faculdade. Na pesquisa, servem para divulgar as pesquisas, enriquecer o Currículo Lattes e medir a produtividade. Mas deixa eu te contar duas coisas. A primeira delas é que, embora não tenha um modelo específico para seguir, os artigos científicos, de forma geral, obedecem às normas da ABNT.

  • A segunda é que nós podemos te ajudar.
  • Preparamos um modelo de artigo científico prontíssimo e formatado nas normas da ABNT.
  • É só você clicar aqui.
  • Basta você incluir os dados da sua pesquisa.
  • Assim, você pode focar no principal, que é o conteúdo da sua pesquisa.
  • Então, que tal utilizar o modelo de artigo do Mettzer? Mas, não paramos por aí.

Ainda preparamos esses post com tudo que você precisa saber para fazer um ótimo artigo científico. Se, ao final, você ainda ficar com dúvidas, não hesite em nos escrever. Combinado? 🙂
Ver resposta completa

Qual a estrutura de um artigo científico?

Importante – Importante lembrar que a estrutura de um artigo científico pode variar de acordo com o veículo ou instituição e, por isso, as normas devem ser sempre consultadas antes de iniciar a edição para o envio. Um exemplo disso são os resumo e palavras-chave em língua estrangeira que, em alguns casos, são obrigatórios.
Ver resposta completa

You might be interested:  Declaração Que Reside Com Outra Pessoa?

Quais são os tipos de artigos científicos?

Tipos de artigos científicos – Dependendo do foco da pesquisa e do tipo de metodologia utilizada, os artigos científicos apresentam dois tipos básicos:

  1. Artigos originais : apresentam um conteúdo inédito sobre o tema.
  2. Artigos de revisão : são os tipos mais comuns de artigos, onde o(s) autor(es) faz análises, críticas ou questionamentos acerca de teorias que já existem sobre o tema.

Leia mais sobre o ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas (NBR 6022:2003) Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.
Ver resposta completa

Como escrever um artigo científico?

Autor (es) e instituição: –

Nesse caso, após inserir seu título do artigo científico, basta dar um espaçamento de 1,5 entre linhas, escrever o nome do autor ou autores da produção, seguido de uma nota de rodapé, na qual deverá constar a titulação do autor (graduado, especialista, mestre, doutor, pós-doutor), instituição a qual está vinculado e e-mail para contato.

  • Ver resposta completa

    Como organizar um artigo científico?

    A estruturação de artigo científico é obrigatória? É sempre a mesma? – Essa é uma pergunta muito comum feita pelos autores de artigos científicos, e nesse caso, devemos salientar que a resposta é muito relativa. Isso porque o formato e estrutura de um artigo podem ser alterados, dependendo da revista ou periódico no qual venhamos a publicar o nosso estudo.

    No entanto, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) apresenta uma estrutura padrão de artigos científicos que é comumente privilegiada na grande maioria das universidades e centros de pesquisa, e consequentemente, algumas revistas também buscam considerar essas normas, na hora de solicitar um artigo para determinado autor.

    Sendo assim, não podemos produzir um texto corrido, sem antes termos uma mínima preocupação com as partes de um artigo científico, uma vez que seu formato também é parte constituinte desse tipo de produto e, portanto, não pode ser descartado ou considerado de menor importância em uma pesquisa.

    É necessário organizar um artigo científico e buscar manter uma estrutura que seja consistente, para que a pesquisa cumpra com os objetivos primordiais, que é compartilhar e transmitir corretamente aos demais autores da comunidade científica, os achados e resultados da pesquisa. Além disso, a ABNT define que o artigo científico desenvolvido de forma completa, deve ter de 15 a 20 páginas, as quais nós devemos fazer um somatório, incluindo já os elementos de referências bibliográficas e notas.

    No que tange a configuração da página, a mesma deve ser formatada para o tamanho de papel A4, tendo como orientação o formato “retrato”. Além disso, a margem superior e margem esquerda da página A4 devem possuir 3 cm e a margem inferior e direita 2 cm.

    Já no que tange a configuração da fonte, a ABNT permite que os autores escrevam seus artigos científicos com fonte Times New Roman ou Arial, cujo tamanho da letra deve ser 12, espaçamento entre linhas de 1,5 para todo o texto, exceto nas citações diretas, as quais deverão aparecer com recuo de 4 cm, espaçamento entre linhas simples, texto justificado e com letra tamanho 10.

    Outras informações sobre citação e referências você encontra no artigo especial: GUIA ABNT COMPLETO – Referência e Citação de Artigo Científico Agora você vai conhecer quais são os elementos do artigo científico
    Ver resposta completa

    Como organizar um artigo científico?

    A estruturação de artigo científico é obrigatória? É sempre a mesma? – Essa é uma pergunta muito comum feita pelos autores de artigos científicos, e nesse caso, devemos salientar que a resposta é muito relativa. Isso porque o formato e estrutura de um artigo podem ser alterados, dependendo da revista ou periódico no qual venhamos a publicar o nosso estudo.

    No entanto, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) apresenta uma estrutura padrão de artigos científicos que é comumente privilegiada na grande maioria das universidades e centros de pesquisa, e consequentemente, algumas revistas também buscam considerar essas normas, na hora de solicitar um artigo para determinado autor.

    Sendo assim, não podemos produzir um texto corrido, sem antes termos uma mínima preocupação com as partes de um artigo científico, uma vez que seu formato também é parte constituinte desse tipo de produto e, portanto, não pode ser descartado ou considerado de menor importância em uma pesquisa.

    • É necessário organizar um artigo científico e buscar manter uma estrutura que seja consistente, para que a pesquisa cumpra com os objetivos primordiais, que é compartilhar e transmitir corretamente aos demais autores da comunidade científica, os achados e resultados da pesquisa.
    • Além disso, a ABNT define que o artigo científico desenvolvido de forma completa, deve ter de 15 a 20 páginas, as quais nós devemos fazer um somatório, incluindo já os elementos de referências bibliográficas e notas.

    No que tange a configuração da página, a mesma deve ser formatada para o tamanho de papel A4, tendo como orientação o formato “retrato”. Além disso, a margem superior e margem esquerda da página A4 devem possuir 3 cm e a margem inferior e direita 2 cm.

    Já no que tange a configuração da fonte, a ABNT permite que os autores escrevam seus artigos científicos com fonte Times New Roman ou Arial, cujo tamanho da letra deve ser 12, espaçamento entre linhas de 1,5 para todo o texto, exceto nas citações diretas, as quais deverão aparecer com recuo de 4 cm, espaçamento entre linhas simples, texto justificado e com letra tamanho 10.

    Outras informações sobre citação e referências você encontra no artigo especial: GUIA ABNT COMPLETO – Referência e Citação de Artigo Científico Agora você vai conhecer quais são os elementos do artigo científico
    Ver resposta completa