Artigo De Opinião Sobre Tecnologia? - CLT Livre

Artigo De Opinião Sobre Tecnologia?

Artigo De Opinião Sobre Tecnologia

Quais foram os avanços da tecnologia?

Por Fabio Rodriguez (*) A tecnologia tem o poder de fazer muitas coisas e mudar o mundo tem sido uma delas. Se em 1820 podíamos esperar viver em média menos de 35 anos, e menos de 20% da população sabia ler e escrever, atualmente a esperança de vida duplicou e mais de 80% das pessoas no mundo são alfabetizadas, um número que sobe em Portugal.

Para qualquer observador, é fácil verificar que estes avanços se devem primariamente à tecnologia, ao início da revolução industrial e consecutiva transição para a era da informação. Atualmente, é estimado que 65% das crianças a entrar na escola primária hoje desempenharão funções que ainda não existem, uma indicação clara que será necessário reaplicar o conhecimento e tecnologia que temos às capacidades que impulsionarão o mundo do trabalho no futuro.

Mas, apesar dos ajustes necessários, é certo que somos privilegiados por viver numa altura em que a ciência e tecnologia nos podem assistir, tornando as nossas vidas mais fáceis e fazendo-nos repensar as maneiras de desempenhar as nossas funções diárias.

Mas será que toda a tecnologia beneficiará o futuro da humanidade? Todos os anos são desenvolvidas e aplicadas novas tecnologias a incríveis ritmos e as mesmas têm, possibilitado respostas a um largo espetro de desafios da humanidade. Este ano assistimos a uma quantidade nunca antes de vista de inovação num curto espaço de tempo, como resposta à situação de saúde pública vivida.

Mas aplicar a tecnologia para o bem da humanidade apenas emergirá como um pilar se integrar a inteligência humana e as máquinas, com uma intenção clara de servir e chegar a grandes fações da humanidade, para um bem coletivo. Para isso é necessário ter em conta que, ao ritmo de inovações atual, nem toda a tecnologia é criada para beneficiar a humanidade.

  1. O que torna este período da história diferente prende-se precisamente com o ritmo de avanço tecnológico: a tendência humana continua a ser pensar de forma linear – quando projetamos as expectativas para daqui cinco anos, comparamos com as diferenças verificadas nos últimos cinco anos.
  2. E com a tecnologia a avançar de maneira exponencial serão as sociedades, leis e sistemas políticos que terão de se adaptar, para se certificarem que o investimento é guiado para aquelas que verdadeiramente ajudam a humanidade.

No entanto, perante um vasto oceano de possibilidades, quais são então as tecnologias com uma promessa de um futuro mais humano? 1. Inteligência Artificial e automatização Pode parecer contraditório, dado que a perceção pública é que a inteligência artificial tornará funções obsoletas, mas, “eliminar” empregos também permitirá a criação de novos e melhores empregos que substituirão os antigos.

Neste e noutros campos, o papel da inteligência artificial será complementar o humano, ajudando-o nas tarefas mais desafiantes. Adicionalmente IA pode ser aplicada a qualquer campo, o que torna esta aplicação versátil e transversal, seja em saúde, gadgets, entre outros. Isto facilita à criação ou implementação de tecnologia user-centric, que o utilizador ou o paciente precisam.

A termo de exemplo existem atualmente muitos companheiros de inteligência artificial que pretendem colmatar os desafios humanos, como por exemplo aparelhos de visão ou próteses inteligentes.2. Energias renováveis As tentativas de combater as alterações climáticas apenas pela via de redução de consumo de energia não-renovável, não resultarão numa abordagem suficiente a longo prazo para colmatar este problema.

  1. A verdade é que apenas uma combinação de energias renováveis e limpas poderá ser a resposta eficiente em termos de custos, tanto monetários quanto ambientais, a este desafio.
  2. Desde 1977 que o preço das células solares já baixou 99,5%, graças a avanços tecnológicos.
  3. Em pouco tempo, esta energia será financeiramente mais benéfica do que os combustíveis fósseis.3.

Tecnologia alimentar Para dar conta de um crescimento populacional desmesurado, serão necessárias tecnologias alimentares, que procurem obter os alimentos mais nutritivos e sustentáveis para uma grande quantidade de pessoas. Neste sentido, tanto as carnes de laboratório, como os alimentos geneticamente modificados e a agricultura vertical, trarão soluções para uma população futura, abundante e com pouco espaço habitável.

Assim, se soubermos identificar corretamente onde aplicar os nossos investimentos, a sociedade não só evoluirá como avançará com consciência e ética, unindo populações e eliminando divisões criadas pelo progresso. Para isto é importante que os governos saibam investir nas tecnologias de futuro, que apoiem os cidadãos a longo prazo, a par daquelas que têm de ter investimento, como é caso de todo o investimento tecnológico feito para combater a pandemia.

(*) Iberian Manager da OrCam Technologies
Ver resposta completa

You might be interested:  Audiência De Conciliação Artigo Cpc?

Quais são as tecnologias mais comuns nos próximos dez anos?

ARTIGO DE OPINIÃO: O AVANÇO DA TECNOLOGIA ARTIGO DE OPINIÃO: O avanço da tecnologia Rania Al-Abdullah – rainha da Jordânia Árvores luminescentes plantadas nas calçadas para substituir lâmpadas de rua. Encanamentos de água que monitoram os próprios vazamentos.

  • Braços biônicos comandados pela mente.
  • Protetores bucais que detectam comoções cerebrais.
  • Carros que dispensam motoristas.
  • Essas são algumas tecnologias que se tornarão mais comuns nos próximos dez anos.
  • E não há dúvida de que o ritmo das inovações deve acelerar vertiginosamente à medida que as mentes mais criativas do mundo procurem satisfazer as demandas do nosso apetite insaciável por avanços e um estilo de vida instantâneo, mais rápido, mais barato, mais fácil e melhor – independentemente do que “melhor” possa significar.

Mas quando refletimos sobre o que serão os próximos dez anos devemos nos perguntar: qual é o benefício oferecido por essas tecnologias se elas não podem ser compartilhadas e desfrutadas por todos – especialmente pelas pessoas ou nações que mais necessitam delas? Ou se a falta de segurança e estabilidade impede as pessoas de terem acesso? Em outras palavras, qual é o benefício do progresso tecnológico sem o progresso moral? Resposta: nada mais que uma ilusão de progresso.

  1. Neste exato momento na minha região, o Oriente Médio, homens são decapitados por bruxaria enquanto crianças são forçadas a assistir.
  2. Mulheres são escravizadas e abusadas por pertencer a “outra” religião.
  3. Cerca de 5 milhões de crianças não frequentam a escola, ignorantes quanto ao seu futuro e o futuro da sua região.

Em outros lugares, as cenas revoltantes em Ferguson e Baltimore nos lembram que embaixo da superfície – e muitas vezes acima dela – a injustiça e o preconceito estão em ebulição nos Estados Unidos. Vimos a intolerância religiosa se manifestar nos massacres do Quênia.

Ainda este ano, mil refugiados em busca de uma vida melhor morreram afogados, em parte por causa da indiferença da comunidade global quanto às suas aflições. Enquanto o progresso for exclusivo e não inclusivo, compartilhado por alguns e não por todos, veremos mais incidentes como esses. E veremos cada vez mais lobos solitários e grupos terroristas como Estado Islâmico, Al Shabad e Boko Haram alimentando o sentimento de injustiça das populações e buscando satisfação deturpada.

Para um progresso real e duradouro precisamos voltar atrás, ao que é essencial. Retornar às raízes de nossa humanidade e aos valores universais que nos ligam um ao outro. E temos de desejar avidamente e buscar incansavelmente esses valores como se fossem um novo smartphone, uma Fitbit ou um novo videogame.

Imagine o poder por trás do simples ato de conhecer outras pessoas diferentes de nós próprios – e nos comunicarmos com alguém de uma religião ou cultura diferentes da nossa. Como seria imensa a compreensão e a compaixão se nos colocássemos no lugar do outro. Amor de mãe Sou árabe e muçulmana, mãe de quatro filhos, mas vi com simpatia e aplaudi as ações de Toya Graham, uma mãe negra, quando ela arrancou seu filho dos tumultos em Baltimore e o obrigou a voltar para casa.

Sei que não fui a única. O amor de uma mãe é o mesmo em qualquer cultura, religião ou língua. Por acaso Toya é diferente de Ghada, de 40 anos, uma mãe síria de cinco meninas e dois meninos? Seu marido foi morto por um franco atirador, a casa de seus sogros foi saqueada e queimada, suas filhas ameaçadas de estupro e morte e com os serviços de segurança atrás, ela fugiu com seus filhos.

  • No meio da noite, temendo que a luz da lua os delatasse, ela vagou por terrenos acidentados e montanhosos carregando o filho mais novo e o que podia de haveres, até alcançar a fronteira jordaniana.
  • O amor de uma mãe é o mesmo em qualquer cultura, religião ou língua.
  • É no momento que pensamos que “este poderia ser meu filho” que começamos a nos identificar com os outros e com as esperanças e temores recíprocos.
You might be interested:  Qual O Artigo De Estelionato?

É o impulso que nos leva a assumir a responsabilidade pelo bem-estar recíproco. Esta é a essência da cidadania global e do que significa viver num mundo interdependente: sermos capazes de depender um do outro. Mas, em algum lugar em nosso mundo que avança velozmente, repleto dos mais recentes gadgets que se tornaram supostos símbolos do “progresso”, um número demasiado de pessoas esquece os valores com base nos quais nossa família global é constituída.

Então, como resolver isso? Com um aplicativo chamado “Moralidade”, que clicamos diariamente para nos lembrarmos de ser honestos, amáveis e generosos? Ou com um “Valuebit” que colocamos em nosso pulso para contar os pontos de integridade, amor e perdão? Que tal parar, colocar de lado os dispositivos, olhar e ouvir nossos corações e nossas consciências? Nada de muita “conectividade”, somente nos conectarmos um com o outro.

E se este progresso moral avançar no mesmo ritmo do progresso tecnológico, este será, de fato, o real progresso. AL-ABDULLAH, Rania. O avanço da tecnologia. O Estado de S. Paulo, 10 maio 2015. Caderno Internacional, p. A14. Boxe complementar: FONTE: Reprodução/www.unicef.org/brazil/pt/br_kent_007.jpg Rania Al-Abdullah (1970) é rainha da Jordânia, país árabe situado na região do Oriente Médio, que faz fronteira com Síria, Israel, Arábia Saudita e Palestina.

  1. A rainha Rania é conhecida por trabalhos em que promove o desenvolvimento cultural e educacional de crianças e jovens.
  2. Por esses trabalhos, foi designada Defensora Eminente do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).
  3. Já esteve no Brasil em visita oficial, quando pôde conhecer projetos educacionais desenvolvidos no nosso país para a promoção educacional de crianças.

Entendendo o texto 1. Em que veículo de comunicação o texto foi originalmente publicado? O texto de Rania Al-Abdullah foi publicado no jornal O Estado de S. Paulo.2. Quem seriam os leitores supostos desse texto? Os leitores do jornal O Estado de S. Paulo são, em geral, adultos, normalmente interessados em informar-se sobre questões e temas da atualidade.3.

  1. Que questão polêmica é discutida no texto de Rania Al-Abdullah? A questão polêmica está explícita: “qual é o benefício do progresso tecnológico sem o progresso moral?”.4.
  2. Você, como leitor desse texto, consegue posicionar-se em relação a essa questão polêmica? Concorda com a autora ou discorda dela? Por quê? Escreva essas ideias.

Resposta pessoal.5. Em que parágrafo do texto essa questão polêmica aparece pela primeira vez? No segundo parágrafo.6.Depois de argumentar sobre essa questão, Rania Al-Abdullah a retoma e conclui sua argumentação. Em que parágrafo isso ocorre? No último parágrafo.
Ver resposta completa

Qual a importância da tecnologia para a sociedade?

Por Fabio Rodriguez (*) A tecnologia tem o poder de fazer muitas coisas e mudar o mundo tem sido uma delas. Se em 1820 podíamos esperar viver em média menos de 35 anos, e menos de 20% da população sabia ler e escrever, atualmente a esperança de vida duplicou e mais de 80% das pessoas no mundo são alfabetizadas, um número que sobe em Portugal.

  1. Para qualquer observador, é fácil verificar que estes avanços se devem primariamente à tecnologia, ao início da revolução industrial e consecutiva transição para a era da informação.
  2. Atualmente, é estimado que 65% das crianças a entrar na escola primária hoje desempenharão funções que ainda não existem, uma indicação clara que será necessário reaplicar o conhecimento e tecnologia que temos às capacidades que impulsionarão o mundo do trabalho no futuro.

Mas, apesar dos ajustes necessários, é certo que somos privilegiados por viver numa altura em que a ciência e tecnologia nos podem assistir, tornando as nossas vidas mais fáceis e fazendo-nos repensar as maneiras de desempenhar as nossas funções diárias.

  • Mas será que toda a tecnologia beneficiará o futuro da humanidade? Todos os anos são desenvolvidas e aplicadas novas tecnologias a incríveis ritmos e as mesmas têm, possibilitado respostas a um largo espetro de desafios da humanidade.
  • Este ano assistimos a uma quantidade nunca antes de vista de inovação num curto espaço de tempo, como resposta à situação de saúde pública vivida.
You might be interested:  Artigo Culpa Exclusiva Da Vítima?

Mas aplicar a tecnologia para o bem da humanidade apenas emergirá como um pilar se integrar a inteligência humana e as máquinas, com uma intenção clara de servir e chegar a grandes fações da humanidade, para um bem coletivo. Para isso é necessário ter em conta que, ao ritmo de inovações atual, nem toda a tecnologia é criada para beneficiar a humanidade.

  • O que torna este período da história diferente prende-se precisamente com o ritmo de avanço tecnológico: a tendência humana continua a ser pensar de forma linear – quando projetamos as expectativas para daqui cinco anos, comparamos com as diferenças verificadas nos últimos cinco anos.
  • E com a tecnologia a avançar de maneira exponencial serão as sociedades, leis e sistemas políticos que terão de se adaptar, para se certificarem que o investimento é guiado para aquelas que verdadeiramente ajudam a humanidade.

No entanto, perante um vasto oceano de possibilidades, quais são então as tecnologias com uma promessa de um futuro mais humano? 1. Inteligência Artificial e automatização Pode parecer contraditório, dado que a perceção pública é que a inteligência artificial tornará funções obsoletas, mas, “eliminar” empregos também permitirá a criação de novos e melhores empregos que substituirão os antigos.

Neste e noutros campos, o papel da inteligência artificial será complementar o humano, ajudando-o nas tarefas mais desafiantes. Adicionalmente IA pode ser aplicada a qualquer campo, o que torna esta aplicação versátil e transversal, seja em saúde, gadgets, entre outros. Isto facilita à criação ou implementação de tecnologia user-centric, que o utilizador ou o paciente precisam.

A termo de exemplo existem atualmente muitos companheiros de inteligência artificial que pretendem colmatar os desafios humanos, como por exemplo aparelhos de visão ou próteses inteligentes.2. Energias renováveis As tentativas de combater as alterações climáticas apenas pela via de redução de consumo de energia não-renovável, não resultarão numa abordagem suficiente a longo prazo para colmatar este problema.

A verdade é que apenas uma combinação de energias renováveis e limpas poderá ser a resposta eficiente em termos de custos, tanto monetários quanto ambientais, a este desafio. Desde 1977 que o preço das células solares já baixou 99,5%, graças a avanços tecnológicos. Em pouco tempo, esta energia será financeiramente mais benéfica do que os combustíveis fósseis.3.

Tecnologia alimentar Para dar conta de um crescimento populacional desmesurado, serão necessárias tecnologias alimentares, que procurem obter os alimentos mais nutritivos e sustentáveis para uma grande quantidade de pessoas. Neste sentido, tanto as carnes de laboratório, como os alimentos geneticamente modificados e a agricultura vertical, trarão soluções para uma população futura, abundante e com pouco espaço habitável.

Assim, se soubermos identificar corretamente onde aplicar os nossos investimentos, a sociedade não só evoluirá como avançará com consciência e ética, unindo populações e eliminando divisões criadas pelo progresso. Para isto é importante que os governos saibam investir nas tecnologias de futuro, que apoiem os cidadãos a longo prazo, a par daquelas que têm de ter investimento, como é caso de todo o investimento tecnológico feito para combater a pandemia.

(*) Iberian Manager da OrCam Technologies
Ver resposta completa

Por que as tecnologias modernas tornam a vida mais fácil e não complicada?

Um artigo fascinante faz você pensar sobre muitas coisas, mas ainda acredito que as tecnologias modernas tornam a vida mais fácil e não complicada. E o fato de que nem todos podem tornar sua vida mais fácil é apenas um sinal de que toda a população do planeta está se desenvolvendo em ritmos diferentes.
Ver resposta completa