A Importancia Do Brincar Artigo? - 2024, CLT Livre

A Importancia Do Brincar Artigo?

A Importancia Do Brincar Artigo
INTRODUÇÃO – Brincar é uma importante forma de comunicação, é por meio deste ato que a criança pode reproduzir o seu cotidiano.O ato de brincar possibilita o processo de aprendizagem da criança, pois facilita a construção da reflexão, da autonomia e da criatividade, estabelecendo, desta forma, uma relação estreita entre jogo e aprendizagem.

Para definir a brincadeira infantil, ressaltamos a importância do brincar para o desenvolvimento integral do ser humano nos aspectos físico, social, cultural, afetivo, emocional e cognitivo. Para tanto, se faz necessário conscientizar os pais, educadores e sociedade em geral sobre à ludicidade que deve estar sendo vivenciada na infância, ou seja, de que o brincar faz parte de uma aprendizagem prazerosa não sendo somente lazer, mas sim, um ato de aprendizagem.

Neste contexto, o brincar na educação infantil proporciona a criança estabelecer regras constituídas por si e em grupo, contribuindo na integração do indivíduo na sociedade. Deste modo, à criança estará resolvendo conflitos e hipóteses de conhecimento e, ao mesmo tempo, desenvolvendo a capacidade de compreender pontos de vista diferentes, de fazer-se entender e de demonstrar sua opinião em relação aos outros.
Ver resposta completa

Qual a importância de brincar?

acordo com suas crenças e valores. Para Packer (1994) brincar é uma atividade prática, ‘na qual a criança constrói e transforma seu mundo, conjuntamente, renegociando e redefinindo a realidade’ (p.273); ‘uma construção da realidade, a produção de um mundo e a transformação do tempo e do lugar em que ele pode acontecer’ (p.271). A
Ver resposta completa

You might be interested:  Onde Lanço Pgbl Na Declaração De Imposto De Renda 2019?

Quais são os autores da teoria do brincar?

Em T.M. Kishimoto (Org.), O brincar e suas teorias(pp.123-138). São Paulo: Pioneira-Thomson Learning. Dantas, H. (2002). Brincar e trabalhar. Em T.M. Kishimoto (Org.), O brincar e suas teorias (pp.111-121). São Paulo: Pioneira-Thomson Learning. Devries, R. (2003).
Ver resposta completa

Qual a importância do brincar na infância?

O brincar passou a ser compreendido não mais como um simples ato de diversão da infância. Tornou-se atividade importante pelo papel estruturante, na vida do sujeito pensante e produtivo no meio social e como função subjetiva, simbólica e vital para um desenvolvimento saudável do sujeito.
Ver resposta completa

Qual a importância do brincar para a cultura infantil?

3. COMO O BRINCAR VEM SENDO CONCEBIDO AO LONGO DE SEUS PRIMÓRDIOS ATÉ A CONTEMPORANEIDADE – Estudiosos como Bandeira e Freire (2006) abordam o brincar como expressão da cultura infantil e inserção da criança no universo cultural do seu grupo. Destacam ainda a importância dos jogos e brincadeiras nas atividades de simbolização, criação e representação do real constituindo-se como instrumento de aprendizagem.

A fim de entender este princípio é primordial compreender a dimensão histórica e cultural do brinquedo. Os termos criança, infância, brincadeiras e brinquedo são construções sociais. Tais construções sociais são representações criadas pela sociedade para adaptar-se a determinadas situações. Na história da sociedade ocidental, a criança e o brinquedo possuía diferentes representações (Porto, 2005).

No século XI, havia pequenas miniaturas de objetos utilizados pelos adultos, que serviam como enfeites de estantes ou eram postos nas sepulturas de familiares ou amigo falecidos como uma forma de amuleto. As fábricas produziam estatuetas de crianças, também destinadas a fins religiosos.

  • Na Idade Média, estas réplicas foram dando lugar ao brinquedo, objeto que despertava interesse nas crianças.
  • No manusear desses objetos foi se descobrindo, aos poucos, o mundo da brincadeira, ou seja, o mundo do brincar.
  • Depois das crianças os adultos passaram a perceber que esses objetos poderiam servir para decorar estantes, agora estes passam a ter uma nova função.
You might be interested:  Artigo Publicado Na Internet Abnt?

Os brinquedos surgiram das mãos dos entalhadores de madeira, dos produtores de vela, dos caldeireiros e artesãos entre outros. De acordo com Porto (2005, p.172): “Eram objetos de culto doméstico ou funerário, ex-votos de devotos e de peregrinos. Objetos familiares eram reduzidos e depositados nos túmulos”.

Percebe-se aqui que não eram mais só as crianças que os utilizavam. Benjamin (1984, p.67) ressalta: Todavia, tais brinquedos não foram em seus primórdios invenções de fabricantes especializados; eles nasceram sobretudo nas oficinas de entalhadores em madeira, fundidores de estanho etc. Antes do século XIX a produção de brinquedos não era função de uma única indústria.

O estilo e a beleza das peças mais antigas explicam-se pela circunstância de que o brinquedo representava antigamente um produto secundário das diversas indústrias manufatureiras, as quais, restringidas pelos estatutos corporativos, só podiam fabricar aquilo que competia a seu ramo.

  • Na segunda metade do século XIX, a confecção de brinquedos se desenvolveu e a madeira perdeu o lugar para outros tipos de materiais como: metais, vidros, papel e alabastro.
  • Com o início do Renascimento, as brincadeiras e brinquedos que serviam tanto a adultos como crianças, foram se ajustando as especialidades das crianças.

O brinquedo então passou a se tornar um mediador entre a criança e o mundo. A criança passa a ter um espaço para brincar junto ao brinquedo que torna possível sua inserção no mundo lúdico (Kishimoto, 1993).
Ver resposta completa